Os agentes imobiliários são profissionais valiosos

21 de Maio de 2014
os-agentes-imobiliarios-sao-profissionais-valiosos

Os agentes imobiliários são profissionais valiosos

O proprietário que decide vender uma casa é, de certo modo comparável a um emigrante quando chega a um país que não conhece. Tudo é novo para proprietário que tem que passar do modo “viver na casa” para o modo “vender a casa”.

O maior erro que o proprietário pode cometer é considerar que já sabe tudo acerca do assunto. Quem sabe tudo não tem nada para aprender. Para quem sabe tudo todas as ações são isentas de grande pensamento crítico, tudo é muito automático e … tudo é um perigo eminente!

Um proprietário que quer vender uma casa está a fazer negócio com o seu bem material mais precioso. Numa tão grande magnitude de valores, qualquer erro significa milhares de euros que estão em causa.

Se considera que as agências imobiliárias são uma espécie de abutres oportunistas que minam o mercado, etc. etc… convido-o a pensar sobre este assunto deste ponto de vista: como tanta crise e aperto, com tanto negócio low cost que prospera noutras áreas do mercado, com tanta informação do tipo “faça você mesmo” que prolifera na era da informação … como é que as agências imobiliárias ainda existem e prosperam? É um paradoxo, não lhe parece?

É um pouco como contratar um advogado ou um médico. Com tanta informação disponível na Internet sobre assuntos técnicos, quer sejam assuntos legais ou médicos, a verdade é que quando se lida com leis ou com saúde, todo o cuidado é pouco. Pois, na venda do seu ativo mais valioso, o cuidado a ter não pode ser menor!

As agências imobiliárias que existem, funcionam e prosperam, trabalham muito. Os consultores imobiliário gastam milhares em combustível, passam milhares de horas em salas de formação e gastam milhares em promoção de imóveis. Trata-se de uma atividade muito exigente e com muito risco financeiro.

Ora, o que é que um consultor imobiliário anda a fazer no seu dia a dia?! Será que anda a gozar a sua boa vida?

Como em qualquer profissão e atividade, haverá alguns consultores imobiliários que não serão tão competentes, tão dedicados e tão profissionais. Se houver uma atividade profissional onde todos são totalmente profissionais, todos nós gostaríamos de saber qual é.

Os agentes imobiliários são profissionais valiosos

A escolha de um bom consultor imobiliário compete ao proprietário. O problema é que o proprietário passa normalmente do estado ‘Não preciso de imobiliárias’ para o estado ‘vou por a minha casa numa imobiliária’. Este ‘vou por a casa na imobiliária’ tem muito que se lhe diga. A razão devido à qual este passo é normalmente dado sem grande critério é a de que as pessoas confundem a ‘mediação imobiliária’ com ‘agencias imobiliárias’. Na prática a mediação é feita por pessoas e não por agências. E, curiosamente, não é o mediador imobiliário (no significado jurídico e formal da palavra) que faz a mediação mas sim o consultor imobiliário.

Confuso?! Compreendo perfeitamente e passo a explicar.

Uma agência imobiliária é normalmente propriedade do seu gerente. Esse gerente é a pessoa que tem a licença de mediação. É como se fosse o gestor do ninho. Nesta analogia, os agentes imobiliários (ou consultores imobiliários) seriam os passarinhos que andar por fora a trazer negócio para o ninho.

A função do gerente da agência é a de dar apoio aos consultores. Naturalmente, a responsabilidade da mediação é, em última análise, do gerente da agência. No entanto … e repare bem nisto … quem faz a mediação na prática, é o consultor imobiliário!

Uma nota explicativa: ‘consultor imobiliário’ é o mesmo que ‘agente imobiliário’ e é o mesmo que  ‘angariador imobiliário’.

Ora, o elemento principal que dá a cara, que efetivamente promove o seu imóvel, que mostra a casa e que o ajuda a negociar, é o consultor imobiliário.

Por esse motivo, se quiser garantir um bom serviço, o proprietário não deve focar-se tanto na agência que vai escolher mas sim focar-se mais no agente que vai escolher.

Normalmente, não é isto o que o proprietário faz. Por esse motivo, por vezes os proprietários dão-se mal com a mediação porque têm o ‘azar’ de lhes ser atribuído um consultor que não defende os seus interesses.

Podemos afirmar, sem constrangimentos, que grande parte da eventual má experiência que os proprietários podem ter com a Mediação Imobiliária se deve à falta de critério de escolha por parte dos próprios proprietários. Imagine que os critérios de seleção dos mecânicos de automóvel são insuficientes, o que irá acontecer é que a indústria de mecânica automóvel vai degradar-se. Os bons mecânicos não são premiados e os maus mecânicos não são penalizados. O resultado é um serviço generalizadamente mau e uma má reputação para toda a Indústria. Na Mediação Imobiliária não é diferente. Os seus critérios de escolha, como proprietário, não se podem resumir algo como ‘vou meter o meu imóvel na primeira agência que eu encontrar’.

Nada do que afirmo aqui dispensa a Indústria da Mediação Imobiliária de se auto-regular e do Estado fiscalizar as boas práticas. Mas este texto é um texto prático dirigido ao meu amigo proprietário! É a si que pretendo responsabilizar pela venda da sua casa independentemente da qualidade geral da Mediação e da regulação do Estado.

Em suma posso afirmar-lhe que a Mediação Imobiliária é uma atividade muito importante e útil. Se souber usar este recurso que o Mercado coloca à sua disposição, a vida da sua família pode seguir em frente mais rapidamente e com mais proveito. Para isso, o meu amigo proprietário deve selecionar o consultor que quer que trabalhe para si. Deve entender-se com esse valioso profissional e formar equipa com ele para atingir um propósito comum que é a venda da sua casa.

Os agentes imobiliários são membros valiosos da nossa sociedade. Cumprem um papel importante na mobilidade das pessoas independentemente da situação do Mercado. São conselheiros, dotados de excelentes fontes de informação, muito versados na arte das vendas e muito pró-ativos. Os que são bons são tudo isto. Os outros menos bons não o vão ajudar tanto. Cabe-lhe a si escolher. Não se demita desse seu direito!

Filed in: Dicas

Sobre o Autor ()

Actualmente trabalha como agente imobiliário, em Portugal. Formado em Engenharia Técnica de Eletrónica e Telecomunicações. Estudou Marketing na Universidade Politécnica de Madrid (CEPADE). Webmaster do site www.milfontes.net.

Não se aceitam mais comentários

De Volta ao Topo